thumbnail_IMG_20170610_145415

by

Atingi o peso ideal

Peso agora 73 quilos e tenho um Índice de Massa Corporal de 24,9 (considerado normal). O meu Índice de Gordura é de 25,5% (entre o bom e o regular).

Os 73 quilos estão dentro dos limites considerados ideiais para a minha idade, sexo e massa corporal (entre os 58,4 quilos e os 73,1).

Já me disseram que sou a única pessoa que “conseguiria engordar a comer só vegetais”, mas o caso não é assim tão grave.

Correr uma hora quase todos os dias sem excepção e acrescentar a isso algumas idas por semana ao ginásio foi uma enorme ajuda. A outra, que tem pelo menos metade da responsabilidade, é a mudança da alimentação.

Os vegetais, as leguminosas, os cereais e a fruta tornaram-se os meus melhores amigos. Isso inclui:

Couves, tomates, cenouras, batatas doces ou brancas, uma dezena de tipos de feijão, favas, ervilhas, grãos, cogumelos, arroz, massa, pão alentejano, pão integral, pão de múltiplos cereais, frutos secos (nozes, amêndoas, uvas frescas ou em passa, figos – também nesses dois estados –, amendoins, tâmaras, cajus, bananas, sumos de fruta natural e tudo o que se consiga imaginar.

Claro, gostava de perder ainda mais gordura, mas parece difícil. No campo da alimentação, nada mais há a melhorar. Embora, na realidade, o objectivo da adopção do veganismo nada tenha a ver com isso.

Tornei-me vegan apenas porque decidi não comer mais cadáveres, nem nenhum alimento ou substância roubado e retirado brutalmente a animais.

Parece que, sem o querer, fui recompensado com mais saúde e menos gordura. Há muitos anos que não conseguia perder tanta.

Quanto ao exercício, também não parece fácil fazer ainda mais do que um a dois treinos por dia. Podia encomendar um novo plano de treino, diferente, mas em termos de euros e cêntimos não é a melhor altura.

Por isso, para já, vou continuar no mesmo caminho. Na esperança de conseguir perder ainda mais uma ou outra grama…

Write a Comment

Comment