slide_212532_753293_free

by

Politiquices de caca                                                            

É possível que no PSD, no Partido Popular Europeu em que está filiado e nos pensamentos de Paulo Rangel existam algumas preocupações com a população da Venezuela.

É de acreditar que sim. Mas mesmo assim, dá para pensar.

Além da campanha eleitoral europeia, e das aspirações sociais democratas em Bruxelas, quem mais terá sido beneficiado pelo envio forçado de ajuda humanitária para a terra do defunto Hugo Chavez…

Maduro, orgulhoso de ter impedido os caixotes de comida e frascos de medicamentos de entrar no seu país.

Ou Guaidó, acusado de ser uma marioneta nas mãos de Trump e de mais alguns aliados.

O político da oposição foi proclamado presidente interino pelo parlamento eleito, e reconhecido por alguns países.

Invocou a democracia, a liberdade, o desejo de paz e as carências do povo.

Deu a entender desde o início que procurava soluções pacíficas. Agora faz aquilo de que foi logo acusado pelos adversários Maduristas.

Deixa cair palavras que apontam, aparentemente, para um pedido de intervenção militar.

Que Trump e Bolsonaro parecem desejar. Os venezuelanos, no meio das guerras de palavras, não ficaram melhor.

Write a Comment

Comment