ruaaugusta

by

Andamos cá a fazer alguma coisa

Desde que fiquei desempregado nunca mais tive tempo para ir ao ginásio. Hoje é Sábado, decidi abrir uma excepção.

Saio de casa, entro no Metro, repleto de turistas. Saio no Rato, rumo ao ginásio low cost, com ameaçadores pesos e barras de elevações.

Treino devagarinho, mas dou-lhe com muita força na passadeira, não é problema para alguém que corre e caminha algumas vezes por dia. Custa levantar os halteres, e mais ainda erguer-me na barra de elevações, ou fazer flexões-escorpião, passando uma perna por trás da outra e triplicando a dificuldade.

Passo no teste com umas dores no ombro, para já, e uns litros de água a seguir ao treino. Volto a enfiar-me no Metro, que continua cheio de turistas.

Vou dar uma volta pela Baixa, aconselhando os viajantes a visitar os veleiros que atracaram em Santa Apolónia. São absolutamente gigantes, são lindos, a entrada é gratuita, vale a pena.

Passo pelo Mac Donald’s. Toda a gente sabe, obviamente, que «Ir ao Mac Donald’s e pedir uma salada seria como alguém ir às meninas e esperar um abraço». Para complementar, uma Ginjinha e um gelado.

Desço a Baixa e vou vendo os espectáculos dos artistas de rua, uns mais magníficos que outros. Está muito calor, vou-me hidratando aqui e ali.

Chego ao arco da Rua Augusta. Há um rapazinho magro de cabelo curto que toca violoncelo. Como todos os músicos da Baixa hoje em dia, também ele se faz acompanhar por uma pequenina e muito potente amplificação acústica.

Mas este som é muito mais belo e completamente diferente. Mostra-nos que nestes dias de fins de Julho, intensos e escaldantes, a vida é maravilhosa e merece ser sorvida a cada instante. É uma dádiva dos Céus.

Haja mais ou menos prosperidade ou bens materiais, estejam os amigos e familiares todos de férias ou junto a nós, temos que desfrutar do sol, da música, da beleza da existência. Devemos perceber que andamos cá a fazer qualquer coisa, por alguma razão.

Estamos aqui, no mundo, na vida, que devemos agradecer todos os dias ao universo… Vivemos!!

Write a Comment

Comment